SÃO PAULO – Regional De Campo Limpo Avança Com Projeto Um Salário Mínimo Para Missões

A AD Perus, presente em 21 Estados da Federação Brasileira está realizando um grande trabalho no Estado de São Paulo. Separado organizadamente por Campos Regionais, literalmente milhares de vidas estão provando das bençãos de Deus em suas vidas.

Situado no distrito da Zona Sul do Município de São Paulo, a Regional da AD Perus em Campo Limpo Paulista tem sido um lugar de benção para a região e uma igreja que não esconde o seu comprometimento com missões.

A Redação do Conampe, em entrevista concedida pelo responsável regional por missões em Campo Limpo Paulista, o Pastor Ezequias Felipe, nos relatou algumas das coisas que Deus tem permitido desenvolverem com o total apoio da liderança. Confira agora como foi:

1 – Fale um pouco sobre a Regional de Campo Limpo e seu envolvimento em missões. Quem pastoreia atualmente? Quem é o responsável regional por missões?

R: O responsável pela regional é o Pr Eliseu Rodrigues, a quatro anos à frente do trabalho. O envolvimento com missões na regional ganhou um destaque maior a partir da gestão do saudoso pastor Nerival Acioli (2003-2008), quando então, passou a trabalhar com o apoio direto a Venezuela – (Pr Rodrigo Allan e família), e que contínua. Além da Venezuela projetos importantes também foram lançados dentro da regional em apoio a França (Pr Cláudio), o estabelecimento do ministério de Perus em Moçambique (2008) e a ida do pastor Edinaldo Vieira para o Maranhão, na gestão do Pr Flávio Pena em 2012. O responsável por missões na regional é o pastor Ezequias Felipe e toda equipe de agentes de missões que estão empenhados com o pleno avanço do Reino.

2 – Quando foi iniciado este projeto?

R: Esse projeto foi lançado no início do ano de 2020. Tudo começou na reunião do Conampe, que ocorre todo primeiro sábado de cada mês em nossa Catedral de Perus – São Paulo – SP. Estava sentado quando veio em minha mente a seguinte frase: um salário mínimo; fazendo uma breve pesquisa sobre valor do salário mínimo, levamos a proposta ao pastor regional Eliseu Rodrigues que deu total apoio no lançamento do projeto, sendo ele mesmo o primeiro a pegar o carnê do Conampe. Graças a Deus alguns irmãos abraçaram a causa.

3 – Porque o valor de “Um salário mínimo” no Projeto? Cite algumas razões.

R: É voluntário. O projeto é um salário mínimo para missões no decorrer do ano, ou seja, dissolvido nos 12 meses. A razão é missões, é despertar a consciência dos irmãos sobre a importância da contribuição e do desenvolvimento contínuo dentro e em prol do reino de Deus (Fp 4. 17).

4 – Qual dos cultos, a igreja tem usado para falar sobre o projeto?

R: Geralmente trabalhamos com maior ênfase no culto de missões.

5 – Como a igreja tem reagido ao Projeto?

R: Não é fácil na atualidade você lançar um projeto desse, existe muitas implicações em decorrência dos inimigos de Deus, que visam incutir na cabeça das pessoas um pensamento contrário as contribuições, mas dou graças a Deus que os irmãos tem reagido de forma positiva, e até mesmo aqueles que de certa forma não participam, eles têm orado por este projeto. Somente o Senhor pode fazer isso.

6 – Quais testemunhos tem acontecido desde que iniciou o projeto? Cite pelo menos um?

Temos irmãos que contaram testemunhos, o próprio pastor regional Eliseu Rodrigues foi um deles que contou o quanto Deus o tem abençoado, outros que Deus abriu as portas de emprego, mudaram para melhor. Uma irmã testificou que ao assumir o compromisso Deus lhe deu condições de abrir o seu próprio negócio. Porém, credito ao fato de que, quando iniciamos o projeto não tínhamos noção o que poderia nos sobrevir, e logo no terceiro mês (Março) veio a pandemia do Corona vírus. Praticamente tudo foi fechado, inclusive nossos templos e assim a dificuldade bateu fortemente na porta de todos, mas Deus foi fiel, e que mesmo sem os cultos presenciais, enquanto nós estávamos fazendo as lives, os irmãos traziam os seus carnês para cumprir com o propósito. Glória a Deus!

7 – Atualmente a Regional de Campo Limpo apoia algum país em especifico com este projeto?

R: Sim, como já citamos anteriormente apoiamos a Venezuela e também a regional do Maranhão.

8 – Somente a igreja Sede participa deste projeto?

R: Quando lançamos o projeto, a princípio somente a sede estava inserido, agora neste ano de 2021 ampliamos para toda regional.

9 – O que a igreja em tempo de Pandemia, pôde tirar de lição sobre a importância deste projeto?

R: Para a nossa geração a pandemia é algo novo, um tempo atípico e devemos estar sempre atento para o sinalizar de Deus. Mas, em todo tempo da história do povo de Deus a fidelidade sempre foi um ponto fundamental. O que nós podemos tirar como lição deste projeto em um tempo tão difícil: é a fidelidade a Deus.

10 – Qual palavra de incentivo, a Regional poderia deixar para aqueles que estão desejosos em fazer para missões um projeto?

R: A primeira coisa é a convicção que vem de Deus; e isso fazemos de acordo com a sua Palavra, nada que passe dos limites, apelativo e que seja constrangedor. A obra é do Senhor. Então, se você tiver essas convicções pode lançar a rede, que o Senhor já providenciou o peixe.

Como responsável por missões, você também pode nos procurar e relatar a Redação do Conampe, quão grandes coisas Deus tem feito em seu Campo Regional.

Divulgue nosso meios de contribuição Acesse: https://www.conampe.com.br/contribuir

Contribua também pelo PIX – Chave [email protected]

Você já se inscreveu para o projeto HABILITE-SE? https://conampe.com.br/habilitese

Da redação Conampe